Over 10 years we helping companies reach their financial and branding goals. Onum is a values-driven SEO agency dedicated.

LATEST NEWS
CONTACTS
Embarcadores ESG Transportes

Como calcular as emissões de carbono

Entenda como o Transportes de Cargas influencia sua pegada de carbono

Olá, Insighter!

As empresas envolvidas no transporte de mercadorias têm um papel significativo  na luta contra as mudanças climáticas reduzindo sua pegada de carbono. Mas qualquer atividade de redução de dióxido de carbono começa com uma visão precisa da pegada de carbono atual, motivo pelo as áreas de Logística e Transporte estão recorrendo a ferramentas como uma calculadora de CO2.

À medida que os fatores climáticos e a regulação ganham impulso, a emissão de carbono está atraindo cada vez mais atenção, conforme ilustrado pelo Acordo Climático de Paris. Além disso, sob as regras de boas práticas em ESG, um número crescente de empresas em breve será obrigado a calcular, monitorar e relatar com precisão suas emissões de carbono geradas por elas mesmas e em suas cadeias de suprimentos.

O impacto do transporte de cargas
e o envio de mercadorias contribui fortemente para essas emissões devido ao carbono e outros gases de efeito estufa lançados por todos os modais de transporte: rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo. Além disso, as áreas de Logística e Transportes não geram apenas emissões diretas – como as resultantes da queima de combustível durante uma viagem – mas também emissões indiretas, como as emissões geradas na produção e distribuição do combustível.

Uma grande parcela das emissões relacionadas ao transporte é gerada durante o movimento de mercadorias de um ponto de estoque ou ponto de distribuição para outro. Isso torna a cadeia de suprimentos de ponta a ponta – desde o ponto de origem até o recebimento pelo usuário final – um grande ofensor de emissões de carbono. Em média, as emissões da cadeia de suprimentos representam dois terços das emissões totais de carbono de uma empresa. Portanto, faz sentido que empresas que possuam, transportem ou vendam mercadorias dêem uma olhada mais atenta em seu processo de distribuição física, identifiquem áreas de alta emissão e tomem medidas para fazer melhorias.
Ao monitorar as emissões de suas operações logísticas, as empresas podem encontrar maneiras de reduzir seu impacto ambiental. Mas tudo começa com uma medição básica da pegada atual. É aí que entra o DataOcean.

A fórmula básica para calcular as emissões de carbono do transporte é multiplicar a quantidade de combustível consumida pelo fator de emissão do tipo de combustível. A quantidade de combustível consumida depende do tipo de veículo, da distância percorrida e da eficiência de combustível.
Calcular a pegada de carbono também é entender a quantidade de emissões de gases de efeito estufa por unidade de peso, por rota, por cliente ou por embarque.

Calculadora de CO2 para transporte?

Mais do que uma calculadora, o DataOcean atual como verdadiro guardião da pegada de carbono: monitorando em tempo real, gerando insights por cliente, rota ou transportadora e compreendendo padrões de emissão para atuar de forma preditiva em suas otimizações.

Entender profundamente todos esses parâmetros é crucial, tanto para ajudar as próprias empresas a se concentrarem em áreas de alto impacto e tomar as medidas adequadas, quanto para servir de referência para outras empresas, tanto dentro da cadeia de transporte quanto dentro do setor em geral.

Portanto, além de fornecer uma visão geral, o DataOcean deve ser usado para realizar análises mais profundas em embarques, clientes, subcontratados, períodos e/ou regiões específicos. O DataOcean leva em conta vários fatores, incluindo:
• o peso expresso em toneladas métricas da carga transportada
• a distância percorrida
• o tipo de transporte utilizado
• a eficiência de combustível do veículo.

Ao avaliar cuidadosamente essas variáveis, podemos oferecer insights precisos ao interpretar os dados e destacar potenciais melhorias.

O DataOcean também apoia a prestação de contas e a comunicação, pois permite que empresas, incluindo proprietárias de cargas, transportadoras, operadores e agentes de carga, relatem seu progresso em emissões a todas as partes interessadas, incluindo parceiros da cadeia de suprimentos, clientes e conformidade legal.

Comece agora
O setor de Logística e Transportes já fez esforços significativos para reduzir as emissões de gases de efeito estufa na luta global contra as mudanças climáticas. Ferramentas como a calculadora de CO2 para transporte são indispensáveis para empresas que buscam um entendimento detalhado de seu impacto ambiental como forma de não apenas cumprir suas responsabilidades de conformidade, mas também melhorar a visibilidade de sua cadeia de suprimentos, atingir suas metas de sustentabilidade e, finalmente, obter uma vantagem competitiva.

Munidas desse conhecimento, elas podem continuar trabalhando para reduzir ainda mais suas pegadas de carbono, contribuindo assim para um mundo mais verde e sustentável.